domingo, 4 de dezembro de 2016

“A Loteria Esportiva é séria até a bola rolar”. . .

“A Loteria Esportiva é séria até a bola rolar”, admitiu o radialista Flávio Moreira, um dos envolvidos. Nenhum dos 125 denunciados, entre jogadores, dirigentes, árbitros, técnicos e personalidades, foi preso. No texto de Sérgio Martins, uma seleção de envolvidos: nomes consagrados como o goleiro Mazzaropi, Jairo, Orlando, Marco Antônio, Toinho, Joãozinho, Daltro Menezes foram citados.

Depois de viver quase sete anos intimamente ligado à “Máfia da Loteria’’, o radialista Flávio Moreira prestou um longo depoimento à Placar. Foram quase nove horas de gravação, durante as quais ele apontou todos os nomes de atletas, árbitros e técnicos que soube um dia estarem envolvidos com “zebrões”. 

Fonte:  http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/noticia.php?c=218449

Loteria Esportiva: JUCA KFOURI PREFERIU NÃO FALAR MAIS...

PUBLICIDADE




A Gazeta também procurou o jornalista Juca Kfouri, por telefone. Quem atendeu foi uma senhora que passou o recado sobre a intenção da entrevista da Gazeta sobre o assunto com o jornalista.

Kfouri não quis atender e mandou dizer que tudo o que tinha que falar sobre a história da Máfia da Loteria Esportiva já tinha falado e não mais responderia nada sobre a questão.

Em relação à Máfia, segundo a Wikipedia, em 1979, Milton Coelho da Graça, então diretor da Placar, comentou com Juca Kfouri, na época editor de projetos especiais e que cuidava da seção sobre a Loteria Esportiva, que vinha notando algumas coincidências quando poucas pessoas ganhavam em um teste. A pedido de Milton, Juca foi a Brasília pedir para ver os bilhetes premiados, mas o pedido foi negado, com a alegação de sigilo bancário.

Nesse ano, Milton deixou a Abril, e Juca foi promovido a seu posto. Ainda com as suspeitas em relação à Loteria, todo o fim de mês provocava a redação: “Quem é o macho para descobrir a sacanagem da Loteria Esportiva?” Mas ninguém se pronunciava.

Em outra viagem, pediu novamente para ver os cartões ganhadores. Desta vez, mostraram-lhe alguns: “Nêgo colocava jogo triplo em partida que se cravaria seco”, conta Juca. “Corinthians x Juventus, triplo. Flamengo x Olaria, triplo. Não é possível. Eles cravam triplo em jogo fácil e seco para jogo difícil. Tem alguma coisa estranha nisso”. 

Quando comentou suas suspeitas na redação, no dia seguinte, conseguiu um voluntário para a empreitada: Sérgio Martins. Juca deu a ele prazo de um ano, cumprido à risca: “A Loteria Esportiva é séria até a bola rolar”, admitiu o radialista Flávio Moreira, um dos envolvidos. Nenhum dos 125 denunciados, entre jogadores, dirigentes, árbitros, técnicos e personalidades, foi preso. No texto de Sérgio Martins, uma seleção de envolvidos: nomes consagrados como o goleiro Mazzaropi, Jairo, Orlando, Marco Antônio, Toinho, Joãozinho, Daltro Menezes foram citados.

Depois de viver quase sete anos intimamente ligado à “Máfia da Loteria’’, o radialista Flávio Moreira prestou um longo depoimento à Placar. Foram quase nove horas de gravação, durante as quais ele apontou todos os nomes de atletas, árbitros e técnicos que soube um dia estarem envolvidos com “zebrões”.

Em um dos trechos da reportagem relacionado a goleiros, pode ser conferido o seguinte diálogo:

Mazzaropi – “É de transa. Quem faz com ele é o José Calazans, que me disse uma vez que é um jogador muito caro. Fizeram com ele o jogo Vasco 0 x 1 Bahia, no Maracanã, em 1976”. Joel Mendes – “É um goleiro que se vende. E só encostar”.

Jairo – “Sim, se vende. Dizem que saiu do Corinthians porque o Vicente Matheus descobriu que se vendia”. Recentemente, a Europol e a Federação Europeia (Uefa) apresentaram trabalho de investigação feito ao longo de 18 meses. Pelo menos 380 jogos pelo mundo tiveram resultados influenciados por apostas ilegais. Ao todo, 50 pessoas foram presas. Até um jogo da Liga dos Campões da Europa pode ter sido manipulado. WS ‡ 

sábado, 3 de dezembro de 2016

Loteria Esportiva, (Loteca) no passado...

Quando terminava o Campeonato Brasileiro no final do ano a grade da Loteria Esportiva (Loteca), era composta por jogos internacionais, geralmente,  com jogos dos campeonatos: Italiano, Português, Espanhol . . .

Sugestão:  Deveríamos  ter  pelo menos a Lotogol com jogos internacionais durante parada da Loteca nos finais de ano. 

Sugestão para a Caixa Econômica Federal.

Quando parar a Loteca no final ano, (dezembro), deveria continuar a Lotogol com jogos internacionais de preferência com jogos da Itália, Portugal e Espanha, como era antes na parada do Brasileirão.

Sua sugestão foi enviada com sucesso!

Anote seu número de sugestão: 2229 . . .

Obrigado pelo seu contato.


Sua opinião é muito importante para que possamos sempre melhorar nossos serviços.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

SORTEIO DOS JOGOS: LOTOGOL 849 E LOTECA 730.

A Caixa comunica que, em decorrência do luto oficial instituído em função do trágico acidente aéreo envolvendo a delegação da Associação Chapecoense de Futebol/SC, houve alteração pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) da data das partidas da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A/2016.

Desta forma, em cumprimento ao disposto no art. 12 da Portaria do Ministério da Fazenda nº 356/87, comunicamos que os jogos 1 a 5 do concurso 849 da LOTOGOL e os jogos 1 a 5 e 10 a 14 do concurso 730 da LOTECA terão os resultados, para efeito de apuração de ganhadores, conhecidos por sorteio a ser realizado no dia 05/12/2016 (segunda-feira) às 16 horas, no Espaço CAIXA Loterias em São Paulo/SP.